Feiras de bairro em São Paulo

  

Vestida para ir à feira

  

Campo Belo, zona sul de SP

Às quartas, ótima feira no Campo Belo

 

Eu poderia tê-la flagrado fazendo compras no Leblon ou, quem sabe, em alguma rua de Moema. Mas não, bronzeadíssima e desenvolta em cima do seu salto, a moça aí da foto fazia compras, dia desses, na feira que fica entre as ruas Moraes de Barros e Barão de Jaceguai aqui, no Campo Belo.
Se numa próxima quarta você estiver por perto, arrisque-se. Nas barraquinhas dessa variadíssima feira podem ser encontrados dos clássicos pastéis — inigualavelmente paulistanos — aos mais inimagináveis apetrechos de cozinha, passando, claro, por muito bem-cuidadas frutas e hortaliças.

Anúncios

Em SP

  

Dos programas dominicais tipicamente paulistanos

  

Italianinha do Bixiga por Adriana Paiva

Tradição na Pauliceia

Dos programas dominicais tipicamente paulistanos. Na Panneteria Italianinha, hoje cedo, observando outros habitués fazendo suas escolhas.
Conduzida por membros da terceira geração da família Franciulli, vinda da região de Lucca, na Itália, a casa funciona desde 1896 no mesmo ponto da Rua Rui Barbosa, uma das vias principais do bairro do Bixiga.
Na lista das tantas guloseimas que trouxemos de lá, uma ainda quente trança de abobrinha e mussarela e delicadíssimas sfogliatellas (doce de massa folhada com recheio de ricota e frutas cristalizadas).

 

INFO

Endereço: Rua Rui Barbosa, 121
Telefone:11 3289 2838

[ São Paulo, Domingo, 20 de fevereiro de 2011 — Post originalmente publicado no meu perfil no Facebook – Álbum Sampa, São Paulo, SP, As Minhas Pauliceias ]

 

 

 

Hélio Oiticica em Brasília

  

Últimas semanas

  

Obra de Oiticica em museu de Brasília por Adriana Paiva

Em Brasília, a terceira escala da mostra “Hélio Oiticica – Museu é o Mundo”

 

Fiz o registro acima quando visitei a mostra “Hélio Oiticica – Museu é o Mundo”, no Museu Nacional de Brasília, em janeiro passado. Essa que é a maior retrospectiva da obra do artista realizada até hoje, também já passou pelo Rio de Janeiro e por São Paulo e fica na capital federal até 20/2. Estão em exibição alguns de seus Penetráveis, Bólides, Parangolés e Metaesquemas, além de dois dos filmes dirigidos por Oiticica — “Agripina é Roma Manhattan” e “Brasil Jorge – Homenagem a Jorge Salomão”.
 
Serviço

Museu Nacional de Brasília

Endereço: Esplanada dos Ministérios

Horário: Terça a domingo , das 9h às 18h.

Entrada gratuita

 

 

Wi-fi in Rio

 

Se estiver no Leblon

  

Shopping Leblon - Clientes acessam Internet

No Shopping Leblon, área de acesso a Internet sem fio: Ao lado da Starbucks

 

De férias no Rio e passeando pelo Leblon ? É possível que você seja um desses turistas cautelosos que, andando por estas nem sempre seguras plagas, sequer aventaria a hipótese de sair à rua com o seu notebook na mochila. Supondo, entretanto, que num rasgo de ousadia você se decida a fazê-lo, eis acima uma boa opção de acesso gratuito à Internet sem fio. Ali, no andar térreo do Shopping Leblon, bem pertinho da Starbucks.

No caso de também pretender almoçar nas dependências do shopping, há interessantes opções na Praça de Alimentação. Meus preferidos, variando segundo intenções e companhias, são Bibi Sucos, Botequim Informal, Ráscal e Viena. Para adoçar a boca depois da refeição vale ainda uma passada na sorveteria Mil Frutas, cuja variedade de sabores — à base, inclusive, de frutos originários das regiões norte e nordeste do Brasil –, me leva à inevitável comparação com a nortista Santa Marta, que conheci quando morei em Belém, em meados da década de 1980. Foi lá, a propósito, que experimentei, pela primeira vez (na forma de sorvete), algumas frutas típicas da região amazônica, como o açaí e o bacuri . Bem, volto a falar de sabores da Amazônia em outra oportunidade. Retornemos ao Leblon.

Na linha, ainda, de diversão além da praia e a temperaturas mais confortáveis (hoje os termômetros bateram na casa dos 40° C ), o shopping dispõe de quatro salas de cinema e de um teatro, o Oi Casa Grande, onde, no momento, está em cartaz o musical Hair, em versão de Claudio Botelho e com direção geral de Charles Möeller. Veja horários.

Shopping Leblon – Endereço : Av. Afrânio de Melo Franco, 290. Fone: 21 2430 5122

 

 

Aqui começa a viagem

  

  Escalas em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo

   

Aérea saída do Rio por Adriana Paiva

Janeiro 2011 – Voando do Rio para Brasília

 

 Se assim se pode chamar sem que se incorra em pretensão, a proposta deste blog é trazer das cidades por onde mais circulo dicas de lazer, cultura e serviços diversos. Nos meus blogs Periplus, Em Trânsito e Foco Seletivo (como também no Facebook e neste Flickr), compartilhei, esporádica e informalmente, experiências de fruição artístico-cultural e consumo. A ideia aqui, entretanto, é manter um ritmo de publicação diária — com notas, geralmente ilustradas, e sobre os mais diversos assuntos. Entre uma e outra experiência compartilhada, também publicarei neste espaço crônicas e um pouco de prosa de ficção. Começo com a parábola abaixo (publicada, originalmente, em um de meus blogs).

 

 Texto por Adriana Paiva

 

Que ultrajante pedido teriam feito à tal senhora? Sua iracúndia, amainada, rompante após rompante, ao longo de décadas, com agrados caros e viagens além das fronteiras do reino, abalara até os mais dóceis e leais membros de seu numeroso séquito.

 Na estrebaria e na cozinha serviçais sussurravam suposições :

 – Consta que a solicitante ignorou todos os protocolos… – tomou a frente a governanta .
– Dizem tratar-se de uma jovem plebeiazinha com aspirações a letrar-se fora do reino — repetiu a cozinheira o que ouvira pela manhã cavalariços discutirem a caminho da cozinha .
Sobraçando a impecável toalha inglesa, quase à soleira da porta, o taifeiro — que alguns sabiam ser pai viúvo de três moças em idade de casar — , com a cortesia distante de quem se encontra em meio a colóquios que não lhe dizem respeito, emendou, entre pesadas pausas :
– Os jovens … suas maneiras breves, diretas — abanou a cabeça, retirando-se — … pensam que podem chegar aonde ?

 Poucos insurretos foram contabilizados no episódio. Nenhuma atrocidade excepcional precisara ser cometida para devolvê-los à condição indiferenciada de subalternos. Entre os seguidores mais obsequiosos da iracunda, no entanto, um certo mal-estar ainda jazia. Mister mais amargo que calá-lo para outros era calá-lo para si.

 

 

 * * *

Adri nas Cidades – Notas de uma jornalista em andanças por aí

 

Adriana Paiva, jornalista e editora da Verve Press – Conteúdo Jornalístico, já morou de sul a norte desta Terra Brasilis — de Santiago, terra de Caio Fernando Abreu a Belém do Pará, lugar que lhe apresentou ao açaí e ao guaraná em pó, um de seus raros vícios. Entre um e outro novo destino, sentou moradia cinco vezes em Brasília. Depois de uma década residindo em São Paulo, no final de 2008 voltou à sua terra natal, o Rio de Janeiro, cidade que no momento se ocupa em redescobrir.